terça-feira, 27 de dezembro de 2011

RETROSPECTIVA DO MELHOR FIGURINO DE 2011

MUITOS FORAM OS LOOKS QUE CHAMARAM A NOSSA ATENÇÃO EM 2011 MAS, NA MINHA OPINIÃO TEM UM QUE SERÁ LEMBRADO PARA SEMPRE COMO UM REFERENCIAL DE MODA DE UMA ÉPOCA DE MUITAS  MUDANÇAS.É ELE:

O vestido usado por Kate Middleton na cerimônia de casamento com o príncipe William, na Abadia de Westminster, feito pela estilista  Sarah Burton. Responsável pelo design do vestido de Kate, foi auxiliar de Alexander McQueen durante mais de 12 anos e foi nomeada diretora-criativa da Alexander McQueen depois de o estilista ter cometido suicídio, em fevereiro de 2010. O tão comentado vestido está sendo comparado ao que a princesa Grace Kelly usou ao se casar com Rainier III, em 1956.

O vestido desenhado por Sarah, que é diretora-criativa da Alexander McQueen, teve um corpete bordado, apliques, saia evasê e véu em tom pérola. Ela também usou uma tiara sob o delicado véu. Ela estava resplandecente. Um detalhe do vestido que chamou a atenção foi a renda, cheia de rosas, narcisos e trevos, feitos à mão pela Escola Real de Bordado - estes são símbolos da monarquia britânica.


A princesa escolheu usar o cabelo solto e o véu - de 2,7m de comprimento - é preso à cabeça de Kate por uma tiara da Cartier, encrustada de diamantes. Detalhe curioso: o mimo foi emprestado pela rainha Elizabeth II para Kate e foi presente que a rainha recebeu em 1936, da rainha-mãe, quando completou 18 anos.


Outro detalhe que chamou a atenção foi o buquê da noiva, em forma de escudo, com fio de murta, lírio-do-vale e jacinto - muitíssimo discreto, extremamente diferente da peça usada por Diana, que era em cascata. Kate chegou à Abadia em uma limusine Rolls-Royce Phantom VI, de 1978, acompanhada do pai, Michael Middleton.

FIGURINO DE CINEMA - 2012

Para os figurinistas ou fashionistas de plantão, o cinema em 2012 promete movimentar o mundinho da moda. E para que você fique antenado e possa acompanhar todas as tendências o portal  WGSN listou 10 filmes  que merecem nossas considerações pelo figurino impecável ou por alguns detalhes que podem influenciar os fashionistas.
Vale a pena conferir!!!!

Veja abaixo e fique de olho nos lançamentos:

1. O Grande Gatsby: Com Leonardo DiCaprio, Tobey Maguire e Carey Mulligan, o remake do clássico de F Scott Fitzgerald será cheio de vestidos da década de 1920, com cintura baixa.

2. On the Road:  Filme do brasileiro Walter Salles baseado no clássico homônimo da literatura beat, de Jack Kerouac, que foi lançado em 1958. Conta a história de um aspirante a escritor que atravessa os Estados Unidos pedindo carona.  O elenco, que inclui Kristen Stewart, vai mostrar um visual despojado, com muita camisa sobre camiseta, all star e calça cigarette.


3. O Cavaleiro das Trevas Ressurge: o novo Batman, de Christopher Nolan, terá Anne Hathaway como um dos hits, toda vestida de couro, como Mulher Gato.



4. Os Vingadores: Dirigido por Joss Whedon, o filme que vai trazer a reunião dos principais heróis da Marvel, unidos para salvar a Terra de aliens invasores. No elenco: Scarlett Johansson (Viúva Negra), Chris Evans (Capitão América), Chris Hemsworth (Thor) e Robert Downey Jr (Homem de Ferro).

5. Jogos Vorazes:  é ambientado em Panem, uma nação apocalítica que ocupou o lugar dos Estados Unidos. Dividido em doze distritos pobres, Panem é cenário de uma batalha anual, transmitida pela televisão, na qual um menino e uma menina de cada distrito precisam lutar até a morte. Jennifer Lawrence e Elizabeth Banks estão no elenco. Calças cargo, coletes utilitários e muitas peças cáqui e de couro serão destaque no figurino.

6. Rock of Ages: Baseado em um musical homônimo da Broadway, o filme tem direção de Adam Shankman, o mesmo de Hairspray. Conta a história de um jovem músico do interior chamado Drew (Diego Boneta), que chega a Hollywood nos anos 80 e se apaixona por Sherrie (Julianne Hough). Mas ela também chama a atenção de Stacee Jaxx (Tom Cruise), um arrogante rockstar no auge da carreira. Catherine Zeta Jones também está no elenco.

7. Prometheus: Charlize Teron e Patrick Wilson estão na ficção científica assinada por Ridley Scott, que tem sido chamada de continuação (ou prequel) de Alien.




8. Dirty Dancing: Remake do filme que fez sucesso em 1987, com Patrick Swayze no papel principal, promete! Deve estrear apenas em 2013.





9. Iron Lady:  Cinebiografia da ex-primeira ministra britânica Margaret Thatcher, que será interpretada por Meryl Streep. Tailleurs, colares de pérolas e broches de brilhantes em alta.

10. Branca de Neve (Snow White and the Huntsman): O conto de fadas, que trará Kristen Stewart, Charlize Theron e Chris Hemsworth, promete encher os olhos com um figurino medieval, à lá Joana D’Arc.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

CURSO BÁSICO DE CENOGRAFIA

Lu GRECcO, cenógrafa do Castelo rá-tim-bum.


Este curso  oferece  uma  mostra  abrangente do  "fazer cenografia", desde a criação de um projeto  cenográfico,seja para teatro,cinema,televisão, eventos,exposições,etc.,até a sua  montagem, percorrendo todas as etapas de sua realização.

Os tópicos abordados serão :
  -  0 projeto cenográfico
  -  funções da cenografia
  -  técnicas construtivas
  -  materiais
  -  profissionais da área/equipe de cenografia
  -  relação com o texto,a  direção, a iluminação, o figurino, o elenco
  -  planejamento de execução
  -  montagem/desmontagem
exibição e análise do "making- of"  de cenografia do programa  "Castelo  Rá-Tim-Bum ” da tv cultura.
        e  dicas, dicas  e  mais  dicas  !
             intensivo em janeiro 2012
                Dias  16,17,18,19 e 20
                das 19:00 h  as  22:00 h
   grupos de 4 a 8 pessoas

  50%  na inscrição por depósito bancário, e 50%  no primeiro dia de aula.
  Oficina  de  cenografia lu grecco
  Rua fidalga,575,casa 4. Vila madalena – são Paulo
  Fones :  ( 011 )  3567 9060 / 9651 6285
  oficinadecenografia@gmail.com
  www.oficinadecenografia.blogspot.com
        
LU GRECCO, arquiteta formada na Belas Artes de São Paulo,atua na área decenografia desde 1990.foi Cenógrafa da TV Cultura por doze anos,sendo responsávelpela  criação dos cenários dos  programas Castelo  Rá-Tim-Bum,Cocoricó,Musikaos,Bem-Brasil,Vitrine,Turmada Cultura, R.G., Ilha-Rá-Tim-Bum, X-tudo. Como também criou divErsos  cenários para filmes publicitários, institucionais,espetáculos teatrais e musicais, óperas,eventos,feiras,vitrines,festastemáticas,exposições,etc.
Atualmente cria cenários,maquetes,adereços e figurinos para  diversas áreas do mercado no seu ateliê ,onde acontecem os cursos.

domingo, 13 de novembro de 2011

DICA: GARIMPO FASHION

Para quem assim como eu adora "garimpar" bazares e brechós lá vai algumas dicas. Mas, não se esqueça é preciso ter cuidado e jamais pressa ao escolher as preciosidades.

Divirtam-se!!!

B. Luxo

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira: 12h às 20h; sábado, 12h às 18h
Rua Augusta, 2633Loja 16 - Jardins
São Paulo/SP
(11) 3062-6479

Bolota

É um brechó e ponta de estoque especializados em roupas de bebê e crianças até quatro anos. Revende apenas peças de grifes nacionais e importadas. Horário de funcionamento: das 9h30h às 18h30h (de segunda a sexta-feira) e das 10h às 16h (sábados) * Será doado R$ 1,00 de cada peça vendida para a entidade Lar das Crianças Site: www.bolota.com.br
Rua Fradique Coutinho, 825 - Vila Madalena
São Paulo/SP
(11) 3812-4310

Brechó Associação Santo Agostinho

Em prol da ASA - Associação Santo Agostinho Tem móveis , brinquedos, roupas e eletrodomésticos. As compras podem ser parceladas. Para doar é só ligar e agendar as retiradas. Horário de funcionamento: seg. a sexta, das 9h00 às 18h30 site: www.asa-santoagostinho.org.br
Rua Maria Carolina, 692 - Pinheiros
São Paulo/SP
(11) 3812.3000

Brechó Ateliê Dona Rosa

A especialidade do brechó é o vintage: entre as décadas de 50 e 80. A intenção é mesclar ou misturar tendências unindo o novo com o antigo criando assim um visual exclusivo. Com atendimento personalizado o funcinamento acontece de terça a sábado das 9h00 as 18h00 .
Rua Havaí, 27 - Sumaré
São Paulo/SP
(11) 3675-0010

Brechó da Pepa

Vende de tudo por um terço do preço: roupas feminas, masculinas e até infantil. Atende de segunda a sexta das 9h00 às 18h00 e aos sábados das 9h00 às 13h00.
Rua Amazonas, 1180 - São Caetano do Sul
São Caetano/SP
(11) 4229.6677

Brechó Kalixto

Trabalha com roupas de marcas como Daslu - DG - Fórum - Zoomp - Vertigo - Costume - Lucy in the Sky entre outras e também aluga figurinos de época. Site: www.brechokalixto.com.br/
Rua Cardeal Arcoverde, 948 -
São Paulo/SP
(11) 3063-0295

Brechó Luxury

Marcas como Alexandre Herchcovitc ,Arezzo, Bob store, Carmim,Cavalera Cori, Costume,Crawford,Daslu, Ellus, Forum,Guarana Brasil, Iodice, Le Lis Blanc,Lucy in the Sky, M.Officer, Maria bonita, Mercearia,Rosa chá Siberian, Triton,Uma, Zion Marcas importadas Accessorize,Adidas, Ann taylor,Armani,Bebé Brooksfield, Burberry,Calvin Klein, Chanel,D & G,Disel,Lacoste,Gucci,Jacadi Miss Sixty,Zara Marcas Infantil Chicco,Clicletaria ,Green,Carte´s, Paola da Vinci,Paola Bimbi Puc,Lilica Ripilica Petistil, Tkts,Tyrol.
Rua Afonso Pena, 45 - Bom Retiro
São Paulo/SP
(11) 3229-7736

Breshop Comércio Modas e Presentes

Marcas nacionais e importadas. Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, 10h às 18h; sábado, 10h às 17h
Rua Gaivota, 1290 - Moema
04522-033 - São Paulo/SP
(11) 5543-6555

Camarim

Trabalha também com roupas de grife além de bijuterias, bolsas, sapatos e até perfumes.
Rua Antônio de Macedo Soares, 1554 - Campo Belo
São Paulo/SP
(11) 5543-5304

Capricho A Toa

É uma casa de vila com mais de 300 metros quadradros. Tem grifes como Forum, Zoomp e Les Filós. Site: www.brechocaprichoatoa.com.br
Rua Heitor Penteado, 1096Casa 08 - Sumarezinho
05438-100 - São Paulo/SP
(11) 3872-5926

Degriffée Com de Roupas Ltda

Moda feminina semi-nova, grifes nacionais e internacionais. Site: www.degriffee.com.br
Av. Ibirapuera, 1110 - Indianópolis
04028-000 - São Paulo/SP
(11) 5083-4747

E O TEMPO LEVOU! Brechó, Bazar & Artes

O destaque é para o Aluguel de Roupas de época (das décadas de 60, 70,80 e 90). Tem ainda roupas de festa e roupas para festas temáticas (cafona, fantasia, etc) como também, sapatos e acessórios.
Rua Turiassú, 876 - Perdizes
São Paulo/SP
(11) 3803.9384

Empório Vintage

Instalado num discreto sobrado no Morumbi, o brechó está recheado de opções interessantes e baratas. Batas (10 a 40 reais), camisas (30 a 45 reais), tricôs (25 reais) e calças sociais (40 reais) das grifes Le Lis Blanc e Fility são boas pedidas. www.emporiovintage.com.br
Rua Salim Izar, 197 - Morumbi
São Paulo/SP
(11) 3726-4203

Era uma vez outra vez - Infantil

Clientes deixam as roupas para venda em consignação. Os produtos que não são vendidos, ou a critério do cliente são doados para um orfanato. A loja trabalha com produtos semi-novos das marcas nacionais como Tyrol, Halloween, Green, Paola da Vinci, Daslu Baby, e com produtos importados: Gap, Carter´s, Mc Baby, Zara, Kenzo, Tommy, entre outros. www.eraumavezoutravez.com.br
R. Ministro Godói, 1169 - Perdizes
São Paulo/SP
(11) 3673 6826

Exército de Salvação

Brechó Beneficente do Exército de Salvação vende móveis, roupas e outros objetos. Também recebe e retira as doações Seg a Sex - 10h às 18h Sab 9h às 13h www.exercitodoacoes.org.br
Av. Santa Catarina, 1781 -
São Paulo/SP
(11) 5562.2285

Juisi by Licquor

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, 11h às 19h; sábado, 12h30 às 18h30.
Alameda Tietê, 43 - Jardins
São Paulo/SP
(11) 3063-5766

Le Bazar

Le Bazar reúne pontas de estoque de grifes famosas como: Daslu, Le Filós, Le lis Blanc, Bob Sotre, Corello e muitas outras. As irmãs Karen e Friedda tiveram a idéia de montar um negócio. No início seria só um brechó, mas com o ótimo relacionamento das duas a idéia se expandiu com facilidade para a ponta de estoque, que hoje é o carro chefe. As irmãs também resolveram fazer algo pelo social. Quem quiser pode doar roupas e outros objetos que são encaminhados para instituições filantrópicas como: Lar Cai Bar Schutll, Educandário e Irmã Marisa, que trabalha com crianças carentes. Horário de atendimento: de segunda a sexta: das 10h00 às 20h00 Sábados: das 11h00 às 16h00
Rua João Cachoeira, 1489 - Itaim Bibi
São Paulo/SP
(11) 3045.2092

Mercado das pulgas

O Mercado das pulgas tem uma característica especial: todas as roupas – e os vinis, discos e objetos – são doações. Ele é mantido pelo Centro Budista Mahabodhi e tem caráter beneficente.
Rua Fradique Coutinho, 701 - Vila Madalena
São Paulo/SP
(11) 3812-7509

Minha Avó Tinha

No brechó e loja de antiguidades o que não faltam são preciosidades de outros tempos.
Rua Franco da Rocha, 74 - Perdizes
São Paulo/SP
(11) 3865-1759

Passado Presente Bric à Brac

As lojas ficam no subsolo da Galeria Ouro Fino, por onde circulam descolados de todas as tribos. Horário de funcionamento: segunda-feira a sábado, 10h às 19h30
Rua Augusta, 2690lojas: 16 e 21 - Jardim Paulista
São Paulo/SP
(11) 3081-6253

Pistache Brechó Chic Infantil

Loja com produtos infantis. Consignação, roupas novas e seminovas, sapatos seminovos, fantasias, acessórios, enxoval, peças decorativas, cadeiras de alimentação, cercadinho, bebê conforto, andador, carrinho de passeio, cadeira de carro, poltrona de amamentação, além de brinquedos em geral.
Rua Alfredo Pujol, 1447 - Santana
São Paulo/SP
(11) 2950-6922

Spazio 1717

São mais de 20 mil peças entre roupas masculinas e femininas. A maior especialidade são roupas de época, dos anos 30 aos 80.
Rua Rodésia, 74 - Vila Madalena
São Paulo/SP
(11) 3815.8480

Trash Chic

O brechó de luxo agora com loja online. Venda de roupas e acessórios de grifes internacionais e nacionais.
www.trashchicvirtual.com.br, 0 -
São Paulo/SP
(11) 3815-3202

Túnel do Tempo

Brechó com roupas nacionais e importadas. Aluguel de roupas de época. Site: www.brechotuneldotempo.com.br
Rua Major Maragliano, 387 - Vila Madalena
São Paulo/SP
(11) 5082-1566

Varal do Beco

O destaque vai para as peças estampadas, a maioria num clima 60/70, tanto para homem como para mulher. Para entrar é preciso passar por uma portinha seguida de uma escadaria, ao lado do AMP Galaxy. site:www.brechovaraldobeco.com.br
Rua Cardeal Arcoverde, 1771 - Vila Madalena
São Paulo/SP
(11) 3032-5074

Volta ao Mundo

Muita roupa de época e de grife.
Avenida Pompéia, 1463 -
São Paulo/SP
(11) 3871 22 58


domingo, 6 de novembro de 2011

EXPOSIÇÃO : "Chapéu no Futuro"

Chapéu criado pelo professor Edgard Patroni, da Panamericana.
O chapéu já foi símbolo de poder, distinção e status. Ao longo do tempo, ganhou formatos inusitados adaptados à tradição cultural de países, à devoção religiosa de povos ou ao estilo de personalidades famosas. Ainda que o chapéu não seja mais um acessório indispensável, é certo que no futuro ele continuará a existir.
Refletir sobre que funções práticas o chapéu ganhará daqui a alguns anos foi o que levou a Panamericana Escola de Arte e Design a desafiar seus alunos a criarem chapéus em um concurso interno que reuniu estudantes de toda a escola. O resultado da competição poderá ser conferido na exposição Chapéu do Futuro. Nela serão apresentados ao público os 30 melhores projetos.

Exposição Chapéu do Futuro
Panamericana Escola de Arte e Design – Av. Angélica, 1900 – São Paulo
De 19 de outubro até 19 de novembro, de segunda à sexta-feira, das 9h às 21h, e sábados, das 9h às 12h. Domingo não abre.
Entrada franca
Informações: (11) 3887 4200

PÓS - GRADUAÇÃO EM FIGURINO E CENOGRAFIA

Acompanhando a demanda por profissionais especializados em Cenografia e Figurinos pelo mercado de trabalho, o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo criou o curso de Pós-Graduação em Cenografia e Figurinos em 2010. Cenografia, no cenário atual, está inclusa em quase todas as diversificadas modalidades do mercado de negócios.

O objetivo é formar especialistas capacitados, de modo a permitir-lhes a atuação nas diversas áreas que envolvem Cenografia e Figurinos, dotando-os de competência para desenvolver projetos cenográficos para espetáculos teatrais, desfiles de moda, exposições, shows, balés, televisão, bem como figurinos para espetáculos de teatro, ópera, cinema e televisão.

Programa

O curso tem duração de 420 horas incluindo a monografia. Considerando todas as atividades podemos estimar um prazo de 18 meses para a conclusão do curso.

Objetivo

O objetivo é formar especialistas capacitados, de modo a permitir-lhes a atuação nas diversas áreas que envolvem a Cenografia e Figurinos, dotando-os de competência para desenvolver projetos cenográficos para espetáculos teatrais, desfiles de moda, exposições, shows, balés, televisão, bem como figurinos para espetáculos de teatro, ópera, cinema e televisão.
O foco central do curso está na cenografia teatral, pois o espaço cênico do teatro compreende tecnicamente os recursos necessários para a realização do espetáculo, propiciando esclarecimentos amplos sobre a complexidade do tema. A partir deste panorama, as investigações permitirão desenvolver estudos nas demais áreas que compõem a cenografia.
Na formação destes profissionais, pressupõe-se privilegiar a pesquisa nas diversas ramificações contidas na cenografia e figurinos, propiciando o embasamento teórico e histórico, bem como conhecimento de técnicas construtivas e processos de composição artística.

Linhas de Pesquisa

  • Cenografia e Figurinos na sociedade contemporânea
  • Estudos do Mercado de Cenografia e Figurinos
  • Figurinos, Cultura e Sociedade
  • Tecnologias Cênicas

Público

Profissionais com nível superior completo, como Arquitetos, Designers, Artistas Plásticos, Artistas Cênicos, Designers de Moda e demais interessados, no aperfeiçoamento de sua área profissional, ligados à Cenografia e Figurinos.

Coordenadora

  • Profa. Ma. Cristina Ecker Amaral
    Mestra pela FAU/USP, é professora do núcleo de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Também leciona diversas disciplinas dos cursos de Design de Moda em outras instituições de ensino superior.

Corpo docente

O corpo docente é composto por professores com significativa experiência profissional e acadêmica nas áreas concernentes às disciplinas lecionadas. Entre os docentes temos professores doutores, mestres e especialistas.
  • Processos de Composição Artística e Cenografia - Profa. Ma. Aby Cohen
  • Composição Estética de Figurinos - Profa. Ma. Carolina Bassi
  • Tecnologias Contemporâneas e Cenografia Virtual - Profa. Ma. Gisela Domschke
  • Cenografia para Eventos - Profa. Giselle Morais
  • Sonorização - Prof. Esp. Fernando Coelho
  • Iluminação Cênica - Prof. Guilherme Bonfanti
  • História da Arte - Profa. Ma. Simone Abreu
  • Cenografia para Cinema - Profa. Vera Império Hamburger
  • Direção de Arte - Profa. Vera Império Hamburger
  • Design Digital e Efeitos Especiais - Profa. Ma. Gisela Domschke
  • Figurinos para TV e Publicidade - Profa. Rosane Muniz
  • Tecnologia Cênica - Profa. Ma. Aby Cohen
  • Metodologia Científica - Profa. Ma. Cristina Ecker Amaral
  • Cenários de Moda: Desfiles e Vitrines - Profa. Giselle Morais
  • Gestão de Projetos Criativos - Prof. Me. João Batista de Macedo Jr.

Metodologia

Aulas expositivas, aulas práticas em oficina de maquetes, oficina de confecção têxtil e ateliê de arte, laboratório de imagem e som e estúdio de rádio e TV. Também serão realizadas aulas específicas em locais fora da Instituição, para proporcionar ao aluno contato direto com trabalhos de Cenógrafos e Figurinistas. Pretende-se dotar os alunos de bagagem de conhecimento, partindo de estudos detalhados e críticos sobre referências teóricas, projetos e obras realizadas no âmbito da cenografia e do figurino, agindo com eficiência no enfrentamento das demandas atuais, tanto na prática profissional como no aperfeiçoamento acadêmico.

Sistema de avaliação

A avaliação de cada disciplina é composta 50% por trabalhos práticos realizados em sala de aula e 50% por meio de uma prova de avaliação final de conhecimentos adquiridos. A prova deverá ser realizada sempre individualmente e sem consulta, em um tempo mínimo de 60 minutos e máximo de 90 minutos. Ela deverá ser aplicada, pelo(a) próprio(a) professor(a), na segunda parte do último encontro da disciplina. A média mínima para aprovação é 7,0 (sete).

Matriz Curricular

  • Cenários de Moda: Desfiles e Vitrines
  • Cenários para TV
  • Cenografia de Cinema
  • Cenografia para Eventos
  • Composição e Estética de Figurinos
  • Desenho Tecnológico para Figurinos
  • Direção de Arte
  • Figurinos para TV e Publicidade
  • Gestão de Projetos Criativos
  • História da Arte
  • Iluminação
  • Metodologia do Trabalho Científico
  • Processos de Composição Artística e Cenografia
  • Sonorização
  • Tecnologia Cênica
  • Tecnologias Contemporâneas e Cenografia Virtual

Processo Seletivo

A seleção é constituída das seguintes etapas:
  • Envio, pelo candidato, da ficha de inscrição, que deverá ser preenchida via Internet.
  • Envio, pelo candidato, dos documentos necessários para análise.
  • Análise do currículo e da ficha de inscrição (em alguns casos serão realizadas entrevistas).
  • Aos candidatos aprovados serão solicitados documentos complementares para efetivação de matrícula

Matrícula

Para efetivar a matrícula, além do preenchimento do formulário on-line, o candidato deverá apresentar, na secretaria da Pós-Graduação, os seguintes documentos:
  • 1 Cópia do Diploma (graduação);
  • 1 Cópia do RG e do CPF (Não será aceita CNH);
  • 1 Cópia da certidão de nascimento; se casado(a), certidão de casamento;
  • 1 Cópia do comprovante de residência (conta de água, luz, telefone);
  • 1 Fotos 3x4
Obs.: as cópias devem ser autenticadas ou podem ser simples desde que sejam apresentados os originais.

VALE ANOTAR:

  • carga horária: 420 horas
  • semestres: 3
  • início das aulas: 28/02/2012 (3ª Feira)
  • período: terças e quintas, das 19 às 22h40, e um sábado por mês, das 8 às 11h40
  • investimento (2012/1): 20 parcelas de R$ 980,00 (desconto de 10% no valor total do curso para alunos ingressantes que efetuarem matrícula até 16/12/11 - desconto não cumulativo.)
 Fonte: http://www.belasartes.br/pos-graduacao/?pagina=cursos&curso=cenografia

VIÉS: FIGURINO DE TELEJORNALISMO

ESTA É A NOVA SEÇÃO DO BLOG QUE TRARÁ TODAS AS NOTÍCIAS "RETRO" SOBRE FIGURINO QUE APARECERAM NA NET, NAS REVISTAS OU NOS EVENTOS.
O IMPORTANTE É DEIXAR TODOS OS AMANTES DE FIGURINOS SUPER INFORMADOS DE TODOS OS CONTEÚDOS SOBRE O ASSUNTO.


Bate-papo Figurino no Telejornalismo
Pauta foi assuntos como a padronagem, os preconceitos, os figurinos famosos e também a nova repercussão deles no universo das redes sociais.Além de estabelece relações mais profundas com o cenário social e assumir o papel identitário capaz de contar histórias de uma época e contextualizar ações.

Local: Livraria Leitura/ São Braz Coffee Shop
Fonte: http://agdaaquino.com.br/2011/07/31/cafe-com-moda-estreia-esta-semana-com-bate-papo-sobre-figurino-para-telejornalismo/

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

DOCUMENTÁRIO : FORA DO FIGURINO

Quem nunca se deparou com dificuldades ao comprar roupas pela numeração no Brasil? É que cada loja, mesmo tendo as mesmas numerações, tem um padrão diferente para elas.
Cena do documentário "Fora do Figurino", de Paulo Pélico, que investiga o sistema de numeração de roupas.
O documentário "Fora do Figurino", em cartaz na Mostra de Cinema de São Paulo, vasculha as implicações econômicas e sociais do mercado de roupas no Brasil, que segue a numeração estrangeira e desvenda os motivos dessas dificuldades.

País: Brasil
Direção: Paulo Pélico
Duração: 73 minutos
Classificação: Livre

Onde e quando
  • 02/11/2011 - Frei Caneca Unibanco Arteplex 2 (13h30)
 Fonte: http://guia.folha.com.br/cinema/999152-numeracao-diferente-das-roupas-no-brasil-e-tema-de-documentario.shtml

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

GLOSSÁRIO TÉCNICO DO FIGURINISTA


2 - MATERIAIS E DENOMINAÇÕES

HHH
HABILLÉ: roupa de gala com requinte; não é festa.
HELANCA: tecido elástico para calças e bermudas destinadas, geralmente, a atividades esportivas.
HIMATION:  capa usada pelos homens e mulheres na Grécia antiga.
HOT PANT: calça justa, com o cós abaixo da cintura, e o umbigo a mostra.
HOT PANTS: shorts muito curtos em veludo ou couro, adornados com bordados e miçangas.
HYPERCOLOR:  que permite que as roupas de malha mudem de cor.

III
ILHÓS: pequena abertura redonda no tecido, finalizada por anel de metal, para permitir a passagem de cordão ou fita.

INDUMENTÁRIA: é o uso do vestuário em relação a épocas e povos; Ela estuda todas as roupas anteriores ao surgimento da moda no Ocidente; História do vestuário; traje; indumento; induto; uniformes profissionais; todas as roupas em que o aspecto objetivo de seu uso, determina formas, cores, materiais, acabamentos, etc.


GLOSSÁRIO TÉCNICO DO FIGURINISTA


2 - MATERIAIS E DENOMINAÇÕES


GGG
GABARDINE: casaco comprido (7/8) feito com tecido impermeabilizado,-com ou sem capuz, para proteger da chuva.
GALÃO: cordão utilizado em bordados e para reforçar casas de botão.
GANCHO: denominação da área de encaixe da calça na região entre a cintura e a altura da virilha (denomina-se Gancho Frente para região dianteira e Gancho Traseiro para região traseira); peça recurva, de metal ou de outra substância resistente.
GILET: colete; peça do vestuário masculino que foi inserido no feminino.
GLITEER: pó metálico muito fino, brilhante, prateado, dourado ou de cores diversas, utilizado em maquiagens, trabalhos manuais, pinturas etc.
GODÊ: maneira de cortar o tecido enviesado, proporcionando maior amplitude ao caimento. Pedaço triangular de tecido, mais largo na parte inferior, costurado a uma saia, vestido ou casaco, para aumentar a roda.
GOLA: parte do vestuário junto ao pescoço.
GOLA ELIZABETANA: tipo de gola clássica do século XVI, utilizada para ornamentar os finos vestidos de época da Rainha Elizabeth. Com a decadência do estilo italiano na moda, emergiu uma tendência de cobrir o corpo quase completamente, a não ser mãos e rosto. O mais característico nas vestes dessa época são os babados, que surgiram circundando o pescoço e formando a gola que, no início, era fixada à base do pescoço, até que o circundou por inteiro e tornou-se mais fechada e restritiva. Numa época em que se vestir eram uma arte, as mulheres foram influenciadas por essa moda no intuito de alcançar o chamado estilo espanhol. A característica dessa gola era ser sanfonada, semelhante a uma casa de abelhas, e seu tamanho e rigidez podiam determinar o status social de quem a vestia. Geralmente, as golas francesas eram as maiores, porém, alguns indivíduos de outros países mostravam-se ainda mais extravagantes. A Rainha Elizabeth (1533 – 1603), da Inglaterra, por exemplo, tinha mais de três mil vestidos todos decorados com as mais exuberantes golas de babados, que tiveram seu ponto alto em 1575. Por este motivo, fica a referencia ellizabetana a esse adorno.
GOLA RULÊ: gola alta e justa em malha ou pulôver de tricô. Muito usada na década de 1960.
GOMA - LACA: pigmento obtido com a fixação de matéria corante solúvel, natural ou artificial, sobre uma base geralmente mineral.
GORGURÃO: tecidos encorpados, lisos ou estampado, misto de algodão e poliéster, com efeito canela do, utilizado para vestuário ou decoração. '
GRELOT: guizo; nome dado a um tipo de passamanaria com pompons, usada especialmente em decoração, como arremate de cortinas e estofados.

GLOSSÁRIO TÉCNICO DO FIGURINISTA


2 - MATERIAIS E DENOMINAÇÕES

FFF
FECHO-ÉCLAIR: em 1893 em engenheiro em Chicago, Witcomb Judson, patenteou um fecho deslizante, aplicou às botas de cano longo, suprindo os inúmeros botões e colchetes. O novo fecho esteve durante muito tempo reservado aos fabricantes do vestuário militar. Foi Elsa Schiaparelli (Scap, como era chamada) quem usou o fecho-éclair de forma aparente em modelos de sua coleção – entrou na moda feminina acrescentando funções utilitárias.
FENDA: prega aberta ou sobreposta para facilitar os movimento ou evidenciar um forro importante.
FÍBULA: espécie de gancho, grampo ou fivela semelhante ao alfinete de segurança.
FICHA DESCRITIVA: relacionar e descrever algo por meio de palavras; fazer a descrição de
algo em ficha.                        
FICHA TÉCNICA: instrumento no qual se relaciona, descreve e representa o conjunto dos processos de um produto, arte e ou prática.
FICHU: pequeno lenço ou xale usado em volta dos ombros e preso do busto com um broche, bordado, laço ou simples amarração.
FIO VIÉS: direção diagonal a trama do tecido num ângulo de 45°.                        
FITA DE GORGURÃO: tira larga de tecido usada para marcar a cintura e no acabamento de chapéus.
FITA MÉTRICA: ferramenta essencial de costura, é um instrumento de medição flexível e não elástica.
FIVE-POCKETS: modelo de calça jeans, com três bolsos dianteiros, sendo um deles menor e embutido, e dois traseiros.
FOLGA DE COSTURA /DE TECIDO: tecido extra: 1) para fazer a costura 2) acrescentado à roupa para facilitar os movimentos 3) acrescentado para fazer pregas e plissados.
FORRO: pode ser de tecido de algodão, seda, raiom, acetato, mistos e ou sintéticos, usado para forrar o interior dos vestidos, saias, casacos, temos, etc; que cobre a parte interna da roupa e protege o corpo da abrasão.
FRALDA DE CAMISA: a parte inferior da camisa.
FRANZIDO: tecido recolhido e preso com costura dupla para criar volume.
FRAQUE: traje de cerimônia masculino bem ajustado ao tronco, curto na frente e com longas abas atrás.
FORREAU: vestidos seco, retos, inteiros, usados como forro para as transparências, nos anos 1960.
FOULARD: lenço estampado, em seda ou lã, usado ao redor do pescoço. Complementa e adorna quando usado com o colarinho da camisa aberto, sem abotoar.
FRENTE DO COLARINHO: parte anterior do colarinho, antes da "caída" para trás, geralmente feita com reforço e abotoada nas camisas.
FURADOR / VAZADOR DE MOLDES: ferramenta para furar moldes ou couro; objeto usado  para determinar a posição de bolsos, pences e marcação de aplicações.
FURTA - COR: que apresenta cor diferente conforme a projeção da luz.
FUSSEAU: semelhante às calças de esqui, a fuseau vai ajustando em direção ao tornozelo e possui uma tira elástica que passa sob a curva do pé. Célebre retorno nos anos 80.
FUXICO: pedaço de tecido costurado em forma de flor, geralmente com aproveitamento de retalhos e resto de panos, utilizado para decoração de variadas peças de decoração ou vestuário.

GLOSSÁRIO TÉCNICO DO FIGURINISTA

2 - MATERIAIS E DENOMINAÇÕES

EEE
ÉCHARPE: faixa longa e estreita, que envolve o pescoço, às vezes a cabeça e se usa para prender o chapéu. (Isadora Ducan teve sua écharpe presa a uma das rodas do seu conversível, provocando sua morte por enforcamento).
ELASTANO: tecido artificial conhecido como Iycra e produzida com fibras químicas com maior capacidade elástica.
EMBORRACHADO: tipo de acabamento que consiste na aplicação de uma camada de resina à base de borracha sobre qualquer estrutura de tecido. Designa-se também “tecido emborrachado”, pelo aspecto final apresentado.
ENCAIXE: diz -se da distribuição de uma quantidade de moldes, que compõe um modelo, sobre uma metragem de tecido ou papel, visando o melhor aproveitamento' possível do tecido.
ENSEMBLE: conjunto de casaco e vestido com o mesmo comprimento e tecido.
ENTREPERNAS: entre uma perna e outra.
ENTRELAÇADO: fechamento de roupa feito com ilhoses e fita.
ENTRETELA: tecido resistente (duro) que se coloca entre o forro e o tecido de uma peça para lhe dar consistência ou para torná-la armada; tecido usado para reforçar ou dar forma a uma roupa, costurado ou fundido entre o tecido principal e os forros; aviamentos de tecido ou não-tecido, colante ou sem cola utilizado para estruturar uma peça do vestuário.
ENVELHECIDO: “estonado”; tipo de acabamento com a utilização de lavagem à pedra, com enzimas ou produtos químicos para as fibras naturais ou processos físicos para as fibras não-naturais.
ENVIESADO: nome aplicado ao corte feito em diagonal em tecido; posição do molde sobre o tecido.
ERGETE: pluma alta (águia pescadora ou garça-real) que adornava um chignon ou chapéu; usada até a década de 1940.
ESPADILHA: calçado de lona com solado de corda, usado pelos povos mediterrâneos. Spadrille (alpargata).
ESPARTILHO: cinta longa e anatômica, de tecido resistente, que vai dos quadris até abaixo dos seios. Ilhoses de cima a baixo permitem que se passem longos cadarços, que são puxados para apertar ao máximo o abdome e a cintura da mulher, afinando-os. Na década de 1970, tornaram-se populares tanto para o dia quanto para a noite, trajados também com saias rodadas ou calças informais.
ESTONAGEM: processo de lavagem de peças ou tecidos em tambores com pedras de argila chamadas sinasitas; Durante a lavagem;as pedras entram em atrito com as peças, deixando-as com.aspecto de usadas 
ETIQUETA: pequeno aviamento com informações (numeração, composição do material têxtil, instruções de lavagem e secagem) da peça, geralmente costurado no interior da peça.
EVASÊ: peça de vestuário que se alarga para baixo, em forma de cone, proporcionando movimento e leveza.
EVENING-WEAR: trajes para a noite; de gala.
EXOMIDE: capa amarrada nos ombros, usada na região de Tanagra, na Grécia.

2 - MATERIAIS E DENOMINAÇÕES


DDD
DÉBARDEUR: suéter sem mangas e sem abotoamento, erroneamente chamado de colete.
DEBRUM: fita que se costura dobrada sobre a orla de um tecido para guarnecê-lo ou seguir - lhe a trama; aviamento, listra ou filete circundante.
DECOTE: abertura na roupa na região do pescoço, que deixa o colo à descoberta.
DECOTELÊ: decote muito profundo.
DEDAL: utensílio de metal, plástico, etc., que se encaixa no dedo para empurrar a agulha durante a costura.
DÉGAGÉ: gola ou decote livre, aberto, afastado do colo, com ou sem drapeado.
DÉMODER: cafona, roupa antiga, fora de moda.
DENTADO(pinking): tecido cortado com tesouras serrilhadas para evitar desfiados.
DESENHO PLANIFICADO: representar visualmente por meio de traços e em escala proporcional, o modelo de uma peça do vestuário, que se deseja projetar para o plano tridimensional.
DESTROYDED: efeito em roupa, dando a impressão de que não foram acabadas; pontas de costura aparentes, barras desfiadas, (eco-pauperismo).
DEVORÉE: padrão obtido geralmente e comumente no veludo.
DÉGRADÉ: tecido no qual o tom da cor muda, gradativamente, de escura para clara. O dégradé pode ser obtido com brilhos de intensidade diferentes.
DÉLAVÉ: lavagem estonada para clareamento com alvejante químico, deixando
o tecido com um visual mais macio.            '
DEVORÉE: tecido que apresenta desenhos com efeitos de transparência, produzido a partir de produtos corrosivos que destroem a fibra.
DIANTEIRO: diz -se da parte da frente de uma peça do vestuário.
DOBRA DO AVESSO (rever): frente do tecido virada para dentro, no decote ou nos punhos.
DOUBLAGE: ação de forrar.
DRAGONAS: peça de metal, tecido ou outros materiais usada nos ombros de fardas militares, chegando na moda simplificada para camisas, casacos e capas de chuva.
DRAP: nome dado no Brasil a um tecido macio de lã brilhante, com o pêlo batido na mesma direção e com aparência de feltro; utilizado na confecção de capotes e vestidos.
DRAPÊ: ato de se fazer grandes pregas com tecidos, dispostas harmoniosamente.
DRAPEADO: adjetivo dado ao tecido ou vestimenta em que foram feitas dobras ou ondulações.
DRAPING: vem do termo Drape que em inglês que significa: vestir, cobrir de pano;  ­denominação utilizada para a técnica Moulage.
DRY-FIT: tecido feito com poliamida e elastano (supplex) que proporciona conforto propício para peças. de esporte, que exigem facilidade para a transpiração do corpo. Peça com Dry Fit tem a capacidade de tirar o suor do corpo e transporta-la para fora do tecido.
DUFFLE-COAT: casaco com ou sem capuz, usado durante a II Guerra Mundial pelos homens da Marinha Britânica.

domingo, 23 de outubro de 2011

FAÇA COMO EU DOE PARA O TELETON !!!
Doe R$ 60,00 e ganhe o Tonzinho ou a Nina.
Doe R$ 100,00 ou mais e ganhe o casal.